Sem categoria

Chupeta – um vilão para a saúde oral?

O uso da chupeta é um tema muito debatido pelos pais. Vejo-os sempre muito inseguros e com dúvidas, principalmente sobre quando é a melhor idade para deixar a chupeta ou se os seus filhos vão ter de usar aparelho por causa disso. Ora então, vamos lá desfazer estas dúvidas!

A chupeta é um hábito considerado normal em bebés e crianças mais pequeninas, normalmente associado à necessidade de satisfazer contato e segurança.

Durante o 1º ano de vida, a chupeta é um enorme aliado (e não estou a falar só do choro), uma vez que ela ajuda a reduzir o risco de Síndrome de Morte Súbita no Lactente (quem quiser saber mais aconselho ler a informação do projeto Criança e Família da Sociedade Portuguesa de Pediatria). No entanto, nas primeiras semanas de vida do bebé que está a ser amamentado, devemos evitar a chupeta, para que o bebé se adapte melhor à mama.

Outra grande questão é o tipo de chupeta! Deve ser do tipo ortodôntico ou fisiológico, de silicone ou látex e adaptada à idade da criança:images

  • O tipo ortodôntico ou fisiológico, como o nome indica tem uma forma que se adapta melhor à boca, reduzindo a tendência a alterações dentárias e ósseas na boca da criança;
  • Sendo feita de silicone, a chupeta não rasga como acontece com as de borracha, que são mais porosas;
  • Apesar de resistirem melhor às dentadas dos primeiros dentes, as chupetas de látex devem ser usadas com precaução por causa de eventuais reações alérgicas;
  • Procurem sempre chupetas sem bisphenol-A, por ser um produto prejudicial à saúde;
  • Praticamente todas as marcas têm diferentes tamanhos, consoante a idade da criança, mas o ideal é ter a ajuda do Odontopediatra para escolher o tamanho adaptado à boca de cada bebé.

Segundo a Associação Americana de Odontopediatria (AAPD), o uso da chupeta só se torna um problema quando se usa durante muito tempo. É claro que existem crianças que usam a chupeta o dia inteiro, outras só à noite, outras “chucham” com muita força… Em alguns meninos e meninas vemos até que o “céu da boca parece estar mais alto”, fica alterado pelo uso da chupeta.

Se este hábito não terminar até aos 3 anos de idade aumenta a probabilidade de usar aparelho para corrigir os problemas que surgem pelo uso prolongado da chupeta.

Por norma, na consulta de Odontopediatria dos 2 anos, sugiro aos pais que comecem a tentar terminar o hábito da chupeta. Cada pai conhece o seu filho, no entanto deixo-vos algumas dicas:

  • Cortar ou furar a ponta da chupeta para diminuir a gratificação que dá “chuchar”;
  • “Acidentalmente” esquecer-se da chupeta quando vai de férias;
  • Dizer que vai “dar” ao irmão mais novo ou a outro bebé de que a criança nutra afeto;
  • Dizer que vai dar à fada dos dentes, de forma a receber um presente.

Não quero deixar de mencionar que é muito importante a criança visitar o Médico Dentista/Odontopediatra até ao 1º ano de vida, desta forma conseguimos prevenir os problemas que possam ser causados pelo uso da chupeta e ainda os pais conseguem um aliado na altura de terminar com este hábito. Há muitos meninos que me deixam a chupeta no consultório no momento em que digo que têm de deixar de usar.

É ótimo trabalharmos em conjunto para ver estes pequenos sorrisos a crescer saudáveis!

2 opiniões sobre “Chupeta – um vilão para a saúde oral?”

    1. Olá Andreia! O hábito de chuchar no dedo é dos mais dificeis de remover. Vai requerer muita paciencia e criatividade da vossa parte. A boa noticia é que essa é uma boa idade para começar a terminar o hábito. Primeiro tente perceber em que alturas é que ela coloca o dedo na boa: medo, sono ou ansiedade. Depois dos dois anos o indicado é tentar substituir o dedo por outro objeto como um boneco, brinquedo ou paninho. Procure propor atividades manuais e brincadeiras para entretê-la de modo criativo. Outra opção é oferecer objetos para ocupar as mãos dela , de forma a ela se esquecer de colocar o dedo na boca. Pode ainda colocar um penso rápido no dedo que ela utiliza para chuchar e dizer que ela fez “um doidoi” por chuchar tanto. Não aconselho colocar pimenta e esse tipo de substâncias picantes. Despois diga-me o seu feedback e se ajudei de alguma forma!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s